Evitar e tratar fissuras mamárias melhora a amamentação

Por juliana Bem Estar
05 ago 2008

As fissuras mamárias são uma das principais causas de interrupção da amamentação, mas podem ser evitadas e tratadas sem prejuízo para mãe e bebê. Cuidar para que o bebê pegue corretamente a mama durante a amamentação é a principal forma de evitar dores e rachaduras na região dos mamilos. “Se apresentar dor durante a mamada, coloque um dos dedos na lateral da boca do bebê para permitir a entrada de ar e afaste-o do seio. Variar a posição do bebê para mamar é a principal forma de evitar dores e rachaduras na região dos mamilos”, afirma Eneida Bittar, enfermeira consultora em aleitamento pela UCLA-CA (University of Califórnia, Los Angeles). Manter esta parte do corpo limpa e protegida também é fundamental.

“Caso apareçam as fissuras, tratá-las sem interromper a amamentação é possível. O uso de pomadas para proteger o contato da saliva do bebê direto com a fissura, é umas das alternativas para que diminua a sensibilidade e possibilite a continuidade da amamentação”, afirma Eneida Bittar. Pomadas à base de dexpantenol (vitamina B5) podem ajudar a acelerar o processo de cicatrização e regeneração da pele sensível dos mamilos.

A especialista lembra que tratar as rachaduras o quanto antes garante que o momento da amamentação continue a ser prazeroso para a mãe, o que estimula a continuidade do aleitamento materno. “Caso não apresente melhora, é necessário avaliação de um especialista para a prevenção de complicações”, orienta a enfermeira Eneida.

0 COMENTÁRIOS
COMPARTILHE
TAGS

Seu nome

Seu e-mail

Sua mensagem

Powered by WP Bannerize

Powered by WP Bannerize